Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Quatro Mãos

Nos tempos livres, eu e a minha mãe dedicamo-nos aos trabalhos manuais. É um vício que nos tem perseguido toda a vida e que funciona com terapia nos momentos de maior stress.

A Quatro Mãos

Nos tempos livres, eu e a minha mãe dedicamo-nos aos trabalhos manuais. É um vício que nos tem perseguido toda a vida e que funciona com terapia nos momentos de maior stress.

Ponto de Arraiolos

02
Mai20

Arraiolos-1.jpg

Enquanto eu tenho no ponto-cruz a minhas técnica de bordado de eleição, a minha mãe prefere o ponto de Arraiolos. Aprendeu há muitos anos com uma colega do trabalho, e nunca mais parou. Desde então, já bordou uma quadros, tapetes (de quarto e de casa-de-banho), carpetes e almofadas. Ao contrário do que se possa pensar, o ponto de Arraiolos tem múltiplas aplicações. Eu ainda não me aventurei a aprender, embora já me tenham dito que as técnicas são muito semelhantes. 

 

Neste tempo de confinamento (que devemos respeitar apesar do levantamento do estado de emergência), a minha mãe decidiu iniciar mais um projecto em ponto de Arraiolos. Será mais um quadro, que resultará do aproveitamento da tela de juta disponível cá em casa e das lãs que sobraram dos outros trabalhos. Em breve, mostraremos como está a andar.

Arraiolos-2.jpg